Implantações modernas

Diante do desafio de conciliar automóveis e vida urbana, de conciliar alta densidade e natureza, o movimento moderno buscou repensar o desenho urbano. Ao invés de tomar o lote como fator determinante na forma e implantação dos edifícios, a hipótese era de que a unidade habitacional, com suas necessidades de espaço, ventilação e iluminação, é…

Read More

Os edifícios e o Minhocão

Em janeiro de 1971, São Paulo inaugurou o elevado de 3,4 km que sufoca a av. General Olímpio da Silveira, a praça Marechal Deodoro, parte da av. São João e a rua Amaral Gurgel no centro de São Paulo, o famigerado Minhocão. Foi um movimento importante na deterioração da região central.   No início, o tráfego…

Read More

Permanências na paisagem urbana

A fotografia do centro histórico de São Paulo, reproduzida no cartão postal abaixo, mostra três edifícios da Praça Antônio Prado: o Altino Arantes – atual Farol Santander (1939, Plínio Botelho do Amaral) que fecha o eixo da avenida São João, ladeado, para quem olha, à esquerda pelo edifício do Banco do Brasil (1954, Serviço de…

Read More

Arranha-céus que foram ao chão

O edifício Wilson Mendes Caldeira, projeto dos arquitetos Jorge Zalszupin e Lucjan Korngold, edifício moderno de escritórios, com 110 m de altura e 11.597 m2 de área, durou apenas 14 anos em São Paulo, foi inaugurado em 1961 e implodido em 1975. Toda a sua quadra foi demolida para facilitar a construção da estação Sé do metrô…

Read More

O edifício Marina Mendes Margarido, localizado na avenida Angélica n. 172, abre o roteiro das 211 obras modernas da cidade de São Paulo selecionadas pelos arquitetos Alberto Xavier, Carlos Lemos e Eduardo Corona (Arquitetura Moderna Paulistana. São Paulo: Pini,1983). O edifício, construído para renda de aluguéis, foi projetado por Júlio de Abreu Jr. (nascido em…

Read More

A saga do Edifício Guarany

O Edifício Guarani (1936-1942), projeto do arquiteto Rino Levi, foi construído no centro histórico de São Paulo, descortinando o Parque Dom Pedro II. Na década de 1930, o parque era um bonito jardim público, com área quase equivalente à da colina histórica. O folheto de propaganda para o lançamento do edifício Guarany destacava, naturalmente, a…

Read More

Prestes Maia foi prefeito nomeado de São Paulo, durante a ditadura Getúlio Vargas, entre 1938 e 1945. Nesse período, redesenhou a região central da cidade, com vistas a acomodar o crescente fluxo de automóveis. As intervenções foram norteadas por seu Plano de Avenidas, elaborado com Ulhoa Cintra: avenidas compondo anéis perimetrais ao centro e avenidas…

Read More

Dona Olivia Guedes Penteado, mecenas dos modernistas de São Paulo, faleceu em 1934, aos 62 anos, em consequência de uma apendicite. Seu túmulo, no cemitério da Consolação, é ornado com a escultura “A Descida da Cruz” de Victor Brecheret, obra adquirida por ela para o jazigo da família. A casa de Olívia Guedes Penteado, projetada…

Read More

O livro do professor Benedito Lima de Toledo, São Paulo: três cidades em um século, publicado em 1981, diz respeito à pequena área de São Paulo que contava, então, um século ou mais de idade. O livro defende a tese de que em apenas um século, as ruas do centro de São Paulo tiveram suas…

Read More